Sabedoria Ramatís

Sabedoria Ramatís

quinta-feira, 26 de março de 2015

O REGRESSO DE RAMATÍS AO PLANO TERRENO.



A reencarnação de Ramatís neste orbe será como a luz em meio a escuridão a conduzir-nos por retos caminhos, a um estado de alma mais elevado.
Grande alegria e esperança devem invadir-nos a alma, pois não estaremos sós nem tão pouco entregues a própria sorte. Eis que um espírito de escol, amigo e mestre, descerá acompanhado de tantos outros espíritos amorosos e abnegados, humildes e sábios, ofertando-nos a luz do saber.Que tenhamos condição, discernimento e equilíbrio suficientes para saber aproveitar todas as oportunidades concedidas pelo Pai Maior em nome da evolução espiritual que é contínua e incessante.
Ramatís, espírito universalista, que tanto tem demonstrado seu amor incondicional a todos nós, deverá sim ser recebido com gratidão e amor... sendo que o mínimo a ser retribuído de nossa parte, será a vontade de crescermos espiritualmente, libertando- nos das peias morais e das tolas vaidades que são verdadeiros escolhos. Namastê.

Ramatís - Missão De Luz

quarta-feira, 25 de março de 2015

CONSIDERAÇÕES SOBRE A REENCARNAÇÃO DE RAMATÍS






Caros leitores do Blog Ramatís - Missão de Luz.

Achamos importante divulgar o texto do nosso irmão Norberto Peixoto, médium de Ramatís, pois, sabemos que este blog tem como princípio fundamental disseminar o trabalho luminoso deste espírito amigo, na forma de "livro eletrônico" (blog). 
E como já sabem este espaço foi elaborado para que pudéssemos estudar exclusivamente  os variados e ricos temas elucidados por Ramatís. Então, nada mais justo que compartilhar estas relevantes considerações sobre a reencarnação do mestre.



Por Norberto Peixoto.


Prezados irmãos planetários,



Num recente post, fizemos alusão à reencarnação de Ramatís e de diversos Mestres da Fraternidade da Cruz e do Triângulo, conforme mencionado no livro Mediunidade de Terreiro, lançado ano passado. O intrincado momento planetário que estamos passando, com possibilidade até de uma guerra nuclear, conforme nos informam os amigos espirituais, é o ápice da "Besta do Apocalipse", dado a falência moral e ética que a humanidade chegou. Um Mestre quando reencarna traz consigo seu programa de vida detalhadamente elaborado pelos Maiorais que regem a evolução do planeta, e prevê impacto profundo na consciência coletiva, em várias frentes de "batalha": ciência, política, social, religião, tecnologia,...

Alguns irmãos nossos ficam um tanto entristecidos e até contrários a esta informação, que não é inédita, pois foi dada antes por Hercílio Maes, como menciona o livro "Simplesmente Hercílio", de autoria de seu filho, Mauro Maes, pela Editora do Conhecimento. Outros companheiros de seara, ainda reagem como se estivéssemos tirando a imagem do "santo" do altar, o que os levaria a não ter mais para quem "orarem" do lado de lá. Há que se considerar que para cada Mestre que reencarna, outro assume sua posição, não ficando nada no "vazio", pois a pluralidade dos mundos habitados e o constante fluxo de migração de um orbe a outro prevê este trânsito. Temos que ter maturidade espiritual e estabilidade emocional, pois já é mais do que a "hora chegada" de fazermos a lição de casa, sermos elos de uma corrente energética vibracional de apoio ao planeta e a estes abnegados Mestres que retornam, reencarnando em todas as latitudes da Terra, doando o mínimo de nós mesmos a estes que doam o máximo de si por amor à humanidade.

Então, não sou eu quem trouxe primeiramente a lume que Ramatís reencarnará. Eu simplesmente tive a mesma percepção que Hercílio teve, conforme minha sensibilidade e sintonia psíquica assim captaram.

Muitos perguntam uma data. Creio isto não seja o mais importante. Todavia, o que eu posso dividir com os irmãos de seara aliviando meu coração, com a mais profunda tranquilidade e paz de consciência, sendo fiel ao que eu vivencio com este amoroso espirito; tutor da minha encarnação, amigo, mestre,..., é que quando eu deixar esta matéria Ramatís estará reencarnado.



Estou com 51 anos...



Fraternalmente,


Norberto Peixoto.   

terça-feira, 24 de março de 2015

A VIDA NO PLANETA MARTE E OS DISCOS VOADORES Aspectos gerais marcianos - V



PERGUNTA: Poderíamos obter ilações ainda mais claras, nesse assunto, com relação à "relatividade cósmica"?



RAMATIS: Afirma-vos a ciência que um planeta, quanto mais distante do Sol, mais velho em sua massa planetária. Conseqüentemente, planeta como Mercúrio, mais próximo do Sol, é mundo novo, exalando cortinas de gases provenientes dos depósitos de minerais subterrâneos, gases que se acumulam na atmosfera, formando, a distância considerável do solo, um verdadeiro biombo que impede a penetração direta dos raios solares, demasiadamente cáusticos. Esse biombo de gases, que forma outra esfera em torno de Mercúrio, atenua e suaviza a intensidade do Sol mais próximo. Relativamente a essa lei, Saturno, lá no extremo, onde o Sol se lhe afigura modesta laranja empalidecida, recebe os raios solares absolutamente diretos, pois, sendo planeta envelhecido, não opõe obstáculo de gases já extintos e dispersos no Cosmos.



PERGUNTA: Afirma-se que a própria pressão atmosférica, em Marte, é tão baixa, que um homem terreno lá não viveria, salvo com vestimenta pressurizada. Será assim?



RAMATIS: Folgamos na distinção – homem terreno. Quanto ao marciano, cuja vida é acentuadamente aérea, em poderosas aeronaves movidas pela força magnética, já vos notificamos que seus organismos não se imantam fortemente à lei de gravidade, a qual também podem controlar satisfatoriamente. Adiante, explicaremos como a medicina marciana conseguiu prodigiosa substituição na corrente sangüínea, eliminando a quota de minerais demasiadamente atraídos pela lei de gravidade.

segunda-feira, 23 de março de 2015

Novos aspectos da saúde e das enfermidades - X




PERGUNTA: - Por que as mesmas energias provindas do instinto inferior; que causam prejuízos ao espírito do homem pecador, não afetam os animais?


RAMATÍS: Já esclarecemos que esses fluidos primários convocados pelo espírito do homem nos seus momentos pecaminosos são todavia, energias vitais próprias da vida instintiva ou animal. Elas são condenáveis e nocivas ao homem porque, sendo ele espírito dotado de razão, que já lhe permite distinguir o bem e o mal, o certo e o errado, deve evitar incorrer em deficiências ou atos paralelos a condição animal. O "pecado", nesse caso, é conseqüência de o homem ainda mobilizar, num estado de vida superior, as mesmas forças que, nos animais, são um estado natural do seu estado evolutivo ainda elementar. Ao selvagem não é pecado ser antropófago, pois ele ainda não possui o discernimento capaz de compreender a ignomínia da ação que realiza sem requintes de maldade; mas o homem civilizado que praticar a antropofagia, será um "pecador" porque esse ato é impróprio e ofensivo ao seu grau espiritual muito mais evoluído, ou seja: - o grau de responsabilidade do indivíduo está na razão direta do seu discernimento intelectual e moral. Sob o mesmo princípio, atualmente, não é pecado os "civilizados" comerem carne, pois o seu instinto biológico, condicionado há milênios, ainda pede essa espécie de alimentação para atender ao seu sustento nutritivo. Entretanto, no futuro, quando o homem tiver adquirido mais alta capacidade moral e espiritual, ele compreenderá que é grave delito devorar a carne de seu irmão inferior.
Eis por que as mesmas forcas genéticas que serviram para modelar o corpo de carne do homem das cavernas, como veículo indispensável ao desenvolvimento da sua consciência espiritual, podem causar-lhe distúrbios e doenças, se ele as utilizar agora, em atitudes contrárias à ética de um ser superior. Assim, é natural o animal encolerizar-se, ser cruel, astucioso ou ferozmente egoísta para manter a sua sobrevivência física, porquanto essa sua tara é instintiva, visto ele não ser ainda dotado de raciocínio. Porém, o homem, já consciente de si mesmo na Vida Cósmica, deve repudiar esses impulsos primários do seu ego, que lhe serviram há milênios para a confecção do seu veículo carnal quando ele ainda era um ser ligado ao "espírito-grupo" coordenador da sua espécie. 10


10 - Nota do Revisor: Sobre esse assunto algo complexo para os iniciantes do espiritualismo reencarnacionista, vide o seguinte: capítulo 3, "Ciências Especializadas", pergunta 79, "Como interpretar nosso parentesco com os animais", da obra o Consolador, de Emmanuel à Chico Xavier, edição da Livraria da Federação Espírita Brasileira; capítulo XI, "Dos Três Reinos", pergunta 592, "Os Animais e o Homem", do Livro dos Espíritos de Allan Kardec; capítulo 17, "Sobre os Animais", da obra Emmanuel, páginas 87 a 92; Sección VIII, pergunta 163 a 170 de Preguntas Concernientes a los animales, principalmente a pergunta: "Que és un Espíritu-grupo, donde está y a que se parece?", da obra Filosofia Rosacruz en Preguntas y Respuestas, edição da Editorial "Cultura", Huerfanos 1165, Santiago de Chile.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...