Mensagem de Ramatís

Mensagem de Ramatís

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Correspondências vibracionais das sete dimensões do Universo com os raios cósmicos ou orixás, os corpos sutis e os chacras. – III





PERGUNTA: No sistema cristão ocidental, altamente influenciado pelo catolicismo romano, temos Pai, Filho e Espírito Santo, sendo que existem alusões de que o Espírito Santo carrega o poder feminino. Essa necessidade de conhecermos a divina maternidade encontra referência no culto à Virgem Santíssima e a Yémanjá. Embora não pertençam à Trindade, assim como no hinduísmo não há o elemento feminino, existe necessidade latente de cultuarmos a mãe do mundo, a rainha universal dos anjos e dos homens, e estrela do mar. Quais vossas considerações sobre o tema?

RAMATÍS: É natural o anseio de cultuardes o elemento feminino, uma vez que ele expressa em maior amplitude a própria criação cósmica das mônadas espirituais e é um aspecto do Logos Universal, que não é nem masculino nem feminino, embora seja os dois ao mesmo tempo.
Quando vos referirdes à maternidade, à procriação, tentai percebê-la como um aspecto primordial do equilíbrio cósmico. Os processos criativos são ininterruptos, sempre existiram, eternos e infinitos. Deveis compreender que existe um grande departamento de maternidade no governo oculto do mundo, na Grande Fraternidade Universal. Assim, outrora o anjo que encarnou na mãe de Jesus, eleito para abrigar um espírito de tal envergadura espiritual e tamanha amplitude vibracional, como é o amado Mestre dos mestres, ocupa desde então o "posto" de mãe do mundo; seja o filho Jesus ou Oxalá, e a mãe Maria ou Yemanjá, na umbanda, são meras referências sincréticas que representam verdades universais.
Do livro: “A Missão Da Umbanda” Ramatís/Norberto Peixoto – Editora do Conhecimento.


sábado, 13 de setembro de 2014

Correspondências vibracionais das sete dimensões do Universo com os raios cósmicos ou orixás, os corpos sutis e os chacras. – II




PERGUNTA:  Podeis dar-nos maiores detalhes sobre os motivos de a forma geométrica triângulo ser tão importante em vossos ensinamentos?
RAMATÍS: O que a maioria de vós nomeia como Deus, o Logos de vosso Sistema Solar, seja lá qual for a denominação filo-religiosa doutrinária dada pelos homens nas diversas línguas, é uma Trindade que se "expressa" por três aspectos primordiais.
São muitas as designações na Terra para uma mesma verdade cósmica, pois a compreensão humana encontra-se fragmentada como um alce assustado no meio da floresta incendiada, ao contrário de habitantes de outros orbes do Universo, que, quais pássaros, pairam calmamente acima da mata enxergando toda a sua plenitude. Há Ahura-Mazda, Mithra e Ahriman, do mazdeísmo; Kether, Binah e Chokma, da cabala judaica; Taulac, Fan e Mollac, entre os druidas; Amittabha, Avalokiteshvara e Manjushri, no budismo; Anu, Ea e Bel, entre os fenícios e assírios; Odin, Freya e Thor, na mitologia escandinava; ou Osíris, Ísis e Hórus, entre os egípcios, todos conhecidos no Ocidente como Pai, Mãe e Filho, que simbolizam geração e interação. No hinduísmo (Brahma, Vishnu e Shiva), existe a trindade sem o elemento feminino, sendo reconhecido que em cada um dos aspectos divinos masculinos há uma consorte (poder) que rege o elemento materno.

Correspondências vibracionais das sete dimensões do Universo com os raios cósmicos ou orixás, os corpos sutis e os chacras. – I




PERGUNTA: É possível fazerdes comentários sobre a seguinte assertiva: "...umbanda, instrumento de socorro do Cristo Cósmico na Terra simbolizado pelo triângulo fluídico da forma"?


RAMATÍS:  A umbanda é importante meio de rebaixamento vibracional das energias do Cristo Cósmico. Serve como condensadora energética para os mundos das formas (mental, astral e etérico) aos espíritos de alta hierarquia espiritual que almejam que o Cristo esteja desperto em cada um dos terrícolas: Jesus, Maitreya, Buda, Krisnna, e outros Maiorais comprometidos com a evolução crística planetária. Eles direcionam essas vibrações do espaço que envolve o orbe, enfeixando-as no triângulo fluídico plasmado no Astral superior e que sustenta o movimento umbandista no plano físico.
As apresentações dos espíritos que labutam assumindo as formas de pretos velhos, caboclos e crianças esparramam-se sobre os terreiros de umbanda e templos universalistas servindo como pontos de apoio focais que sustentam um gigantesco campo de força magnética triangular que paira sobre a vossa pátria. 
Num primeiro despertar de consciência crística, os médiuns são conduzidos (conforme seu merecimento e sua dedicação à rede de consulentes que se estrutura à sua volta e depende deles como instrumentos de comunicação com uma das formas astrais ligadas ao triângulo fluídico do Cristo Cósmico) a se conectarem ao carma coletivo, quando suas preocupações pessoais se tornam irrelevantes diante do compromisso arduamente assumido com a caridade. Com o passar do tempo nas lides mediúnicas, vai nascendo gradativamente um novo estado de consciência, esculpindo lentamente na pedra bruta do ego inferior a refinada peça de ourivesaria para a joalheria divina.

Evolução espiritual



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...