Sabedoria Ramatis

Sabedoria Ramatis

sexta-feira, 24 de junho de 2016

PSICOMETRIA

PERGUNTA: - Que é em si, a faculdade psicométrica?
RAMATÍS: - É a faculdade que têm algumas criaturas de poderem "ler psiquicamente", em contato com objetos ou coisas, as impressões ou imagens em sua aura etérica pelas vibrações dos acontecimentos ou cenas a que os mesmos objetos "assistiram".
Em cada objeto que usamos grava-se a imantação do nosso fluido no seu duplo etérico; e mais tarde possibilitará ao sicômetro treinado, identificar e descrever os fatos de nossa vida, ocorridos durante o tempo em que o possuímos. A psicometria, pois, consiste em se fazer a leitura da aura dos seres e das coisas, por intermédio de pessoas dotadas de especial sensibilidade, ou seja um hipersensitivo.
 
PERGUNTA: - Os espíritos podem intervir no fenômeno da psicometria e colaborar com o psicômetro?
 
RAMATÍS: - Desde que haja utilidade ou interesse no caso, os espíritos desencarnados podem ajudar o médium-psicômetro a "ver" ou "sentir" até os fatos registrados na aura etérica das criaturas, a fim de adverti-las ou orientá-las com sugestões
benfeitoras.

PERGUNTA: - Poderíeis referir melhores detalhes sobre a psicometria?
RAMATÍS: - Em torno de cada objeto, animal, planta e do próprio homem existe uma "aura" invisível e receptiva, que capta, registra ou fotografa na sua "chapa" etérica todas as imagens ou vibrações que ocorreram na sua "presença".
Como analogia, podemos dizer que, assim como gravais as vibrações sonoras na cera de carnaúba para a confecção dos discos fonográficos, o Éter Cósmico grava ou registra todos os fatos circunjacentes. A mais sutil vibração de gesto ou de um pensamento, desde a queda de uma folha seca até a violência do furacão, permanece eternamente fixada na tessitura delicada do éter, num tipo de faixa vibratória que poderíamos denominar de "campo refletor". Sons, odores, imagens e demais freqüências vibratórias são fenômenos que, no futuro, quando a vossa ciência estiver uníssona com a Fé que"remove montanhas", poderão ser captados através do aparelhamento indescritível aos vossos conhecimentos atuais.

segunda-feira, 20 de junho de 2016

PLANO DIVINO DE EVOLUÇÃO





A compreensão das mudanças que ocorrerão no orbe terrícola em toda a sua amplitude não prescinde de uma breve retrospectiva histórica que, como sempre alertamos, é recurso empregado pelo fato de vossa memória ser curta. Esquecem-se as criaturas muito facilmente quando estão imersas no restrito equipo carnal, que deixa a percepção do espírito obnubilada, não dispondo da sua plenitude rememorativa.
Dentro dessa perspectiva, ficou obscurecida a consciência coletiva, decorrência ainda da época em que a ignorância preponderava e o acesso ao conhecimento estava delimitado ao interior dos templos, e os homens" descrentes", considerados hereges, foram sumariamente queimados em praça pública juntamente com milhares de livros por contrariarem, pelo livre pensar, as instituições dogmáticas. A ascensão e queda dos sistemas religiosos, filosóficos, monárquicos, matriarcais ou patriarcais fez parte dos sucessivos ciclos de escuridão e Luz que ocorreram na história do homem. Cada era traz dádivas ou misérias, desenvolvimento ou estagnação, paz ou violência. As culturas que dominaram o orbe terrícola são provenientes das dinastias atlântidas, egípcias e gregas. Formando o caldo cultural da humanidade por milhares de anos até a queda moral da política romana, levada de roldão ao insano da conquista obrigatória do mundo, pelo fragilizado império que num último suspiro de dominação se "apropriou" do Cristianismo na azáfama de perpetuação do poder. Nessas ligações das diversas eras e das influências da descendência genética, foi o homem perdendo a sua procedência cósmica, qual estrela que se apaga abruptamente diante de um painel incandescente de outros bilhões e trilhões de estrelas no céu da evolução inexorável. Quantas vezes olhastes para a abóbada celeste em noite clara, para a infinidade de estrelas e astros cravados no firmamento e vos perguntastes: "Quem está lá no Além? São nos semelhantes ou diferentes?" A consciência individual não está separada da Consciência Cósmica, e muitos de vós não tivestes a evolução em um único orbe, em uma única partícula do Cosmo infinito. Muitos que vieram de outras constelações, de outras galáxias, estiveram e estão muito envolvidos com a evolução da humanidade. Do sistema estelar de Sírius vieram muitos espíritos em transmigração para contribuir com o Grande Plano de Evolução dos planetas e da vida no Universo.
Encarnaram em várias épocas da História, desde a Atlântida, há mais de 40.000 anos terrestres. Em momentos cruciais da formação cultural e filosófica da humanidade, desceram à carne em postos decisivos na civilização grega, personalidades como Pitágoras, Sócrates, Hipócrates, Platão e Aristóteles, que influenciaram quase todas as demais. A maior parte dos grandes progressos tecnológicos e científicos verificados na História ocorreu, com autorização do Alto, por influência de culturas extraterrestres. A estrela Sírius é uma das mais brilhantes em vosso céu e desempenhou por muito tempo papel importante nas crenças de outrora. Foi objeto de reverência, e os antigos egípcios construíram templos piramidais de tal maneira projetados que possibilitavam à luz de Sírius adentrar as câmaras mais internas.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

POR QUE ISSO FOI ACONTECER JUSTAMENTE COMIGO?


Era a pergunta que fazia, entre lágrimas, uma mãe desesperançada, ajoelhada aos pés da médium incorporada. Os cabelos desalinhados demonstravam pouco caso com o corpo físico, contrariando a mulher que fora algum tempo atrás, quando a vaidade era ponto preponderante em sua personalidade. Os anéis que enchiam seus dedos já não tinham o brilho da jóia cara, pois haviam perdido o valor que sempre dera e eles. Estava ali depois de ter passado por muitos lugares, mas em nenhum encontrara a resposta para aquela pergunta.

A dor terrível da perda ainda lhe corroia o coração. Fazia mais de dois anos que seu único filho havia desencarnado com apenas três anos de idade. Carregava com ela uma foto do principezinho de olhos azuis.

Desde a perda, sentia corno se lhe tivessem arrancado um braço, deixando se esvair por ali parte de sua energia vital e todo o seu prazer pela vida.

A preta velha escutava pacientemente os lamentos daquela mãe, enquanto buscava, usando seu adestrado poder mental clarividente, realizar em outro nível, fora do plano físico, a transmutação das formas-pensamento plasmadas e vivificadas por aquele espírito em desequilíbrio.

Pela magia do amor, convocava os elementais para que pudessem efetuar, com seus respectivos elementos, a profilaxia necessária nas larvas astrais que se acumulavam em seus centros de força.

A movimentação que se realizava no plano astral era intensa e ignorada pela mulher, que, enclausurada em sua dor, só queria uma resposta que lhe alentasse o coração. Percebendo que, por ligações ancestrais, aquele ser estava sendo alvo de indução mental negativa, num total desrespeito ao seu merecimento, denotando um processo obsessivo mórbido que a ligava a um bolsão de espíritos do Umbral inferior, renitentes e materialistas, a bondosa e sábia preta velha convocou a presença do exu de sua serventia, que, adentrou aquele lugar com sua falange, retendo-os e encaminhando-os ao aprendizado necessário num entreposto transitório do Astral, restabelecendo a justiça até as devidas deliberações pelos Maiorais siderais. Ao mesmo tempo, era prestado socorro a muitos outros espíritos sofredores alienados e vencidos pela dor, que, por sintonia vibratória (semelhante atrai semelhante), intensificavam, por repercussão vibratória, o estado de torpor mental da mãe revoltada com a perda do filhinho.

A catarse que se verificava com aquela mãe, naquele instante, a acalmava diante da sensação de aconchego que a bondosa preta velha lhe proporcionava, além das palavras a ela dirigidas:

terça-feira, 7 de junho de 2016

O MAU OLHADO



PERGUNTA: - O mau-olhado é uma condição mórbida permanente na criatura ou também pode surgir acidentalmente?
RAMATÍS: - Também pode surgir de modo acidental, em certas pessoas fortemente invejosas ou enciumadas, que se encolerizam com facilidade. Elas geram uma carga fluídica perniciosa, que por lei de equilíbrio vibratório precisa ser descarregada, sobre algo que atraia a atenção ou desperte uma impressão violenta. Ademais, em face do primarismo espiritual da humanidade terrícola, é muito comum o intercâmbio de petardos fluídicos lançados dos olhos e gerados pelo ódio, ciúme, inveja ou vingança! O homem é uma poderosa usina viva e criadora quando sintoniza-se à freqüência angélica; mas destrói e infelicita, quando nivela-se às faixas diabólicas da vida inferior!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...